EM QUE ESTA FOCADO NOSSOS VALORES?

“Em tudo dai graças; porque esta é a vontade de Deus em Cristo Jesus para convosco” 1ª Ts.5:18
Estamos terminando mais um ano, quase trezentos e sessenta dias de batalha, (ainda faltam  alguns dias para terminar). Quero nesta semana sugerir que os amados leitores deem uma olhada em suas páginas sociais, prestem atenção nas postagens que ali aparecem. A decepção de alguns que não conseguiram realizar seus sonhos de consumo. Outros que não conseguiram encher seus bolsos de dinheiro, no qual o amor, segundo as Escrituras é a raiz de todos os males. É impressionante como bens materiais fazem a cabeça das pessoas, como o possuir se tornou mais importante do que o “ser”. Já fazem alguns anos que alguns que se chamam pelo Nome do Senhor descobriram isto, e partiram para estas estratégia com vistas as encher seus templos e reuniões. Uma vez que uma boa parte da sociedade preza pelo que consegue conquistar, passaram a focar seus trabalhos nesta direção.  E podemos dizer que foram felizes em sua estratégia, pois hoje precisam de lugares cada vez maiores para congregarem seus seguidores.

Quem não quer um evangelho destes? Sem compromisso, sem princípios, apenas com bênçãos? Porém  este novo evangelho que o apóstolo Paulo já havia advertido ser maligno escrevendo aos Gálatas  cap.1:8,9, tem alimentado mais o ego do que a alma das pessoas, criando e fortalecendo uma sociedade evangélica fraca, doente, descompromissada e inoperante. Uma  vez que o foco esta no material, no que se pode ter como bem, coisas relacionadas a área espiritual perde o sentido. Benção hoje, é o oposto do que era no passado, bênção hoje é ostentação, é o que se pode mostrar aos outros, ao passo que no passado bênção era a certeza de que se estava quites com a vontade de Deus para suas vidas, independente de ser rico ou pobre. Não há nenhum problema em ser rico, em ter posses, mas o foco nunca deve estar nestas coisas, pois elas são transitórias, acabam com o tempo!

Observe mais uma vez, as pessoas  estão terminando o ano com saúde, quando muitos a perderam, terminando o ano com a família protegida, quando muitos tiveram violência invadindo seus lares,  terminando o ano com suas famílias, quando muitos tiveram a família esfacelada pela desgraça do divórcio. Do que adianta ter uma vida cheia de bens,  se estas mazelas estão presentes em nosso cotidiano? Queridos irmãos, Deus mede o homem pelo que ele “é” não pelo que ele  tem ou conquista. Lembremo-nos de que Paulo já advertiu o jovem  Timóteo com estas palavras: “Se alguém ensina alguma doutrina diversa, e não se conforma com as sãs palavras de nosso Senhor Jesus Cristo, e com a doutrina que é segundo a piedade, é soberbo, e nada sabe, mas delira acerca de questões e contendas de palavras, das quais nascem invejas, porfias, injúrias, suspeitas maliciosas, disputas de homens corruptos de entendimento, e privados da verdade, cuidando que a piedade é fonte de lucro; e, de fato, é grande fonte de lucro a piedade com o contentamento. Porque nada trouxe para este mundo, e nada podemos daqui levar; tendo, porém, alimento e vestuário, estaremos com isso contentes. Mas os que querem tornar-se ricos caem em tentação e em laço, e em muitas concupiscências loucas e nocivas, as quais submergem os homens na ruína e na perdição.” 1 Tm. 6: 3-9.

Pr. José  Claudio Fonseca
igreja@icecantodomar.com.br

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Translate »