Resultado por: Meditações

Deus: o primeiro nome a ser dito

Deus: o primeiro nome a ser dito diante de uma situação difícil, até mesmo o ateu que diz não acreditar Nele, que diz que Ele não existe, bem, até mesmo esta classe de pessoa apela para o nome Dele diante de uma catástrofe, ou mesmo diante de algo que o espanta. Temos tratado sobre a grandeza e a soberania de Deus ao estudar a carta aos Hebreus, aos domingos a noite.

Seu Nome expressado em um tetragrama, que os judeus temiam dizer de qualquer maneira, é um Nome que os escribas reverenciavam tanto a ponto de aos transcrever as Escrituras quando encontravam o Nome de Deus, trocavam a pena por uma de ouro apenas para escrever o Seu Nome. Você duvida de Deus? Não tenha pressa em responder! Pode ser que a resposta seja não! um “não” genérico, porque estamos falando em duvidar de Deus. Mas na verdade pode haver um “sim” verdadeiro em nosso coração por conta das atitudes que tomamos em relação à Ele.

Tenha paciência, não é como, nem quando queremos que Ele age. Não se desespere, confie, Ele vai atender a tua oração no tempo em que Ele achar que é propício responder, na língua usada para escrever o Novo Testamento, encontramos duas palavras para “tempo”, em relação ao tempo comum, o do homem a palavra é “χρονο” = Cronos, que deu origem a palavra cronômetro para marcar o tempo, a outra é “καιρο” = kairós- para se referir ao tempo de Deus, perfeito, na hora certa.

Tome muito cuidado com a ansiedade, para não correr o risco de colocar as mãos onde Deus está com as Dele, para não apressar as coisas e como diz do dito popular: entornar o caldo”. Muitas pessoas tem se metido em situações difíceis e constrangedoras por conta de não controlar a ansiedade e colocar o carro na frente dos bois, tentando ajudar Deus em sua tarefa de responder a oração feita. Sei que é difícil esperar, principalmente quando se vê cercado por situações difíceis por todos os lados, mas com Deus, ou cremos que Ele existe e faz, ou então não cremos!

Ore e espere, crendo sem duvidar que Ele tem o melhor preparado para você. Para satisfazer aos desejos do coração dos ansiosos, e lucrar com isto, algumas linhas que se dizem teológicas inventaram a teologia do “já” da resposta imediata, da oração respondida na hora, fazem promessas em Nome de Deus, colocam palavras na boca Dele as quais Ele não falou, e com isto seduzem milhares.

Quando o milagre não acontece, quando a benção não vem, quando a resposta não chega, eles dizem que faltou fé da parte de quem buscou, é assim, eles nunca perdem ou admitem que estão errados! É fato que é uma invenção do homem, para com isto incutir falsas esperanças no coração dos ansiosos, e quem acaba entrando em cena é o inimigo de nossa alma e de Deus. Ele é expert em enganar, iludir, em satisfazer desejos lascivos e fomentar nos corações desconfiança. Por exemplo, num mundo em que tudo gira em torno de matéria, dinheiro, posição, uma queda na renda realmente não cai bem.

Mas onde está a confiança que se expressa em oração e em louvor ao Nome Dele? Onde estão a expressões que firmamos nos cânticos que entoamos, nas frases que postamos em nossas redes sociais? Deus não opera pelas frases ditas e postadas, Ele opera pela confiança pura expressada nos corações dos que o servem. É assim que o escritor do livro dos hebreus diz que podemos agradar a Deus em Hb. 11:6, precisamos crer com o coração e não apenas expressar com os lábios! No calor dos mais terríveis desertos, no terror das mais terríveis situações, Deus diz por meio de Davi: “Aquietai-vos, e sabei que eu sou Deus; sou exaltado entre as nações, sou exaltado na terra. “ Sl. 46:10.

Quem sabe Deus não quer te ensinar a viver com um pouco menos do que vivia? Você já parou em meio a ansiedade, para pensar que Ele tem sustentado a tua vida, que Ele tem providenciado o que você precisa, não com sobra, mas o necessário? Então, Ele está agindo enquanto não é o tempo certo determinado por Ele, para te entregar nas mãos tudo o que Ele tem preparado, e que você tem pedido. Isto para que quando Ele te responder, você possa testemunhar com mais força de que Ele é real, e que nunca te desamparou, e que tem cuidado de você.

Ele conhece o seu coração, Ele sabe se o que confessas com o lábios tem fundamento em tua vida e em teu coração. Você duvida Dele? Não duvide, a ansiedade está tirando o teu sono? Faça o que Pedro sugere em 1ª Pe. 5:7, lance sobre Jesus toda a tua ansiedade, Ele tem cuidado de você! Ele retirou do Egito e conduziu pelo deserto 603.500 pessoas fora mulheres e crianças, todos em segurança e em paz. Ele é o mesmo, Ele não muda, Ele está cuidando de você! Rebusque em tua mente e coração o que pode lhe revelar Deus, e terás paz para esperar Nele, quieto(a), tranquilo(a) “Torno a trazer isso à mente, portanto tenho esperança. A benignidade do Senhor jamais acaba, as suas misericórdias não têm fim; renovam-se cada manhã. Grande é a tua fidelidade. Lm.3:21-23.

Pr. José Claudio Fonseca
E-mail: igreja@icecantodomar.com.br

Vingança é um prato que se come frio, já ouviu isto?

Vingança é um prato que se come frio, já ouviu isto? Acredita nisto? Pratica isto? Eu vou neste dia lhe dizer o que é vingança, vingança é uma paixão de acerto de contas, um desejo maligno de devolver mal por mal, dor por dor, sofrimento por sofrimento, e quando o ser humano faz isto, o faz sempre com resquícios de crueldade, sempre ampliando mais na hora de retribuir.

Vingança é um jogo que nunca chega ao empate. Não é bom e não é correto que este sentimento possa estar presente no coração do homem, principalmente em corações que dizem ser tementes à Deus, mas infelizmente ele está! Deus quando enviou Jesus ao mundo, o fez para libertar o homem da escravidão imposta pelo diabo, que entre muitas ações na vida do homem, coloca, amplia e incentiva o sentimento de vingança. Podemos sem sombra de dúvida dizer que ele , o diabo é o mentor do sentimento de vingança.

A pessoa tomada por este sentimento maligno fica cega, nunca consegue saciar o desejo de retribuir o mal que lhe foi feito, quanto mais retribui, mais quer retribuir, a ferida nunca cicatriza, nunca fecha, sempre mantem-se aberta incomodando o seu possuidor. Amados irmãos e amigos, devemos examinar o nosso coração e se encontrarmos nele este sentimento amargo por algo que nos foi feito, uma atitude sábia é orar, derramar este sentimento ruim aos pés do Senhor, mas não podemos fazer isto com raiva ou ódio, não podemos fazer isto exigindo que Deus faça com o ofensor aquilo que gostaríamos de fazer.

Não! Façamos com temor e com amor, a pessoa que nos ofendeu fez isto porque lhe falta Deus no coração, não foi ela, mas aquele que age por meio dela, esta pessoa é tão carente da misericórdia de Deus quanto nós o somos. Fujamos de orações carregadas de ordens ao Senhor, deixe que Ele trate, pois Ele é capaz e é detentor de todo poder tanto no céu como na terra! Se acreditamos nisto como sempre dizemos ou lemos nas Escrituras, devemos fazer valer este princípio diante dos homens.

Outra coisa importante, não queira ser o instrumento de Deus para vingar alguma coisa, Ele tem seus próprios métodos e instrumentos para isto! Digo isto, porque alguns munidos de sentimento próprio de vingança, fazem coisas terríveis e depois dizem que é Deus tratando com a pessoa, isto é incoerente, agirmos e dizermos que Deus é quem agiu por meio de nós! Descanse em Deus e em Suas promessas, continue a tua vida, a tua caminhada, Deus sabe o que fazer! Além do que é isto que o teu ofensor quer que você faça, você já olhou a situação por este prisma? Já imaginou que a pessoa que te provoca, que te faz mal, quer exatamente que você faça com ela a mesma coisa para com isto difamar o teu bom nome, e pior ainda, o bom Nome do Senhor em tua vida? Se você quer dar uma resposta a quem te faz mal, de a resposta que a pessoa não espera, faça como Jesus ensinou, de a resposta do amor, afinal você já está morto para o mundo e vivo para Deus, e morto não sente ofensa.

Se começamos a sentir muito as ofensas, que nos fazem, é melhor examinar como está o nosso grau de relacionamento com Deus, é um indicativo de ainda estamos muito vivos para o mundo e pouco ligados na presença de Deus! Porque Jesus disse que tudo de mal que os homens nos fazem, não é a nós que fazem, mas a Aquele nos resgatou das trevas para sua maravilhosa luz, e se é a Ele, Ele é que tem de tomar as providências como quer, como deseja como determina! “A ninguém devolvei mal por mal. Procurai proceder corretamente diante de todas as pessoas.

Empreendei todos os esforços para viver em paz com todos. Amados, jamais procurai vingar-vos a vós mesmos, mas entregai a ira a Deus, pois está escrito: “Minha é a vingança! Eu retribuirei”, declarou o Senhor. Ao contrário: “Se o teu inimigo tiver fome, dá-lhe de comer; se tiver sede, dá-lhe de beber; porquanto agindo assim amontoarás brasas vivas sobre a cabeça dele. Jamais te entregues ao mal como vencido, mas vence o mal com o bem!” Rm.12:17-21(King James).

 

Pr. José Claudio Fonseca
igreja@icecantodomar.com.br

A graça

Um sentimento inexplicável, um favor não merecido, “a graça”, ninguém pode explicar este sentimento que tem a sua origem em Deus. Geralmente o apostolo Paulo começa suas cartas com ela, “χάρις ὑμῖν καὶ εἰρήνη ἀπὸ Θεοῦ πατρὸς ἡμῶν καὶ Κυρίου ᾿Ιησοῦ Χριστοῦ”. “Graça a vós, e paz da parte de Deus nosso Pai, e do Senhor Jesus Cristo.” A graça não cobra nada, não custa nada, ou melhor, custa sim, ela custa tudo para quem dá, e nada para quem recebe afirma Phillip Yancey no livro Maravilhosa Graça, e é por ela que eu e você acordamos neste dia!

É por ela que muitos homens maus intentaram fazer o mal contra nós nesta noite e Deus pela graça desviou-lhes a atenção. É por ela que alcançamos a salvação, o perdão de nossos pecados, o que fizemos para merecer isto? Nada, é a resposta, a graça é decorrente do amor de Deus pelo homem, e veio por meio do sangue do cordeiro sem defeito derramado em favor do homem, ela foi derramada para alcançar todos, mas nem todos são alcançados por ela, para ser alcançado pela graça é preciso descer da posição elevada que nos colocamos, render-se a vontade de Deus revelada nas Escrituras, aceitar a nossa condição de totalmente depravados como o apostolo Paulo afirma em Rm. 3:23, onde ele diz que todos pecaram e estão afastados da glória de Deus.

Se não fizermos isto, não conseguiremos enxergar ela, esta é a razão das pessoas não entenderem certas situações que acontecem ao redor, pois munidos de um senso falso de justiça, exigem justiça para todos quantos erraram, menos para si mesmo, quando é o outro que erra exige-se a justiça, quando somos nós que erramos no eximimos dela!

A graça coloca todos num mesmo patamar, trata a todos da mesma forma, lidamos com dois tipos de graça advindos da parte de Deus: a graça comum, derramada sobre todos os homens, a que faz com que as coisas deem certo na vida deles, e graça salvífica, derramada apenas sobre a vida de quem rende-se a Graça de Deus, por meio de Jesus Cristo seu filho! A graça mostra o quanto o homem necessita de Deus e Sua misericórdia.

Phillip Yancey afirma no seu livro “Maravilhosa Graça” da Ed. Vida, que vivemos em um mundo sem graça. Ele tem razão, falta graça na sociedade, falta graça na igreja, falta graça nos corações. Graça para ver, sentir, perdoar, graça para entender que Deus é gracioso para com todos, graça para aceitar que todos são dignos de receber a graça de Deus.

A igreja sem a “graça” não é igreja, não tem sentido, é apenas uma organização a mais , que legisla em causa própria e não pela causa do Senhor. Pois tudo o que gira em torno de Deus e Sua Palavra tem a graça como fonte, tem a graça com alvo, tem a graça como base e pela graça tem subsistido. “para mostrar nos séculos vindouros a suprema riqueza da sua graça, pela sua bondade para conosco em Cristo Jesus. Porque pela graça sois salvos, por meio da fé; e isto não vem de vós, é dom de Deus; não vem das obras, para que ninguém se glorie.” Ef. 2:7-9.

 

Pr. José Claudio Fonseca

E-mail: igreja@icecantodomar.com.br

Translate »